sexta-feira, 3 de abril de 2009

Uma vida que não existe.

Choque de realidades.

Quando saímos da periferia, é que realmente vemos aonde estão os seres humanos.
Toda frescura e afetação é fingimento.

Todo sorriso é falso e exagerado, todo bom-dia é por educação.
Todo cartão de crédito é dourado, toda compra é para presente.

Todo cuidado é pouco, toda pessoa é importante.
Todo encontro é barulhento, todo carro é importado

Os seres HUMANOS ficaram na periferia.

13 comentários:

Fernando Gomes disse...

visão interessante e apesar de eu não conhecer nenhuma periferia eu concordo, de certa forma.


=)

Tchezar disse...

é... acho que o ideal seria um equilíbrio, pq o que existe é meio que um choque entre extremos... o rico é cheio de frescuras, mas costuma ser mais educado... já o homem da periferia é mais humilde, mais verdadeiro, porém, é sem educação e sem bom senso nenhum...

Aura Sacra Fames disse...

Interessante, mas não se pode generalizar, respondi ao seu comentário em meu blog, sobre o seu segundo comentário no texto "o nascimento do pensamento individual e os ambientes repressivos" não entendi.

Abraços
aurasacrafames.blogspot.com
Para todos aqueles que desejam ver a sociedade diferente!

luiz disse...

eu axei interessante e triste ao msm tempo


se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

xTha disse...

o mundo vai ser dominado pelos falsos burgueses. é fato.

favoritado.

bjs

desvinculos disse...

e são muito mais felizes!

Flá Romani... disse...

Não acho que seja todos assim. Há pessoas ricas que são Seres Humanos.... podridão tem em todo lugar e em todas classes sociais

Carlos Alberto disse...

Já morei por muitos anos na periferia, não sou nenhum maurício ou burgues, conheço algumas pessoas de dinheiro e que frequentam ótimos lugares, às vezes, frequento também, concordo com tudo o que você escreveu, mas tanto aqui, quanto em qualquer outro lugar cabe a velha regra de não generalizar.

Abraço
www.sofismo.wordpress.com

30 e poucos anos. disse...

Ser humano é qualquer pessoa sem distinção de classe, cor e sexo !!!

prazeranonimo disse...

Sou da periferia e discordo veementemente. Acho que todas as afetaçãoes e formas educadas e robóticas não tem mais limites.

Gláucio disse...

Caramba, que analogia!

Bem diferente de tudo que já ouvimos e vimos. parabéns pelo texto.

Nos faz pensar exatamente na noção condição como seres humanos e como reagimos, como vivemos e o que acreditamos, colocando em dúvida só o que achamos é o certo ou se é apenas uma ilusão.

Obrigado pela visita no Rockeriot, CDZ era muito bom mesmo, só não gostei da FAse Elisios =/, eles a fizeram de qualquer jeito.

Agora esta nova versão de DB até anima a assitir, ainda mais nas mãos do Toriyama.

abç

avassaladorasrio disse...

Querido amigo avassalador...
De algum modo, preciso dizer a voce que não é verdade... mas não quero dicsutir via coments...
Tente pensar sem essa ideia de tribo e peroferia.. que tal pensar em pessoas.
Com habitos e comportamentos diferentes, mas basicamente procurando a mesma coisa.. Felicidade.
Se para uns a felicidade é um crediario nas casas bahia(Mamonas Assassinas)... para outros pode estar "alem do horizonte"(roberto carlos)...
Adoro seu blog. Infelizmente ou felizmente discordar de ves enquando faz parte de um bom comentarista...

MoizaCARTUNS disse...

Nunca vivi numa periferia, mas sei bem o que quer dizer. Sempre questionei os "bom dias", os presentinhos, a "boa educação" das pessoas; principalmente daquelas de que nem conheço direito!

Tudo fingimento. Mas a grosseria e a violência que a gente vê nos noticiários - em especial, quando se passam nas periferias - já são exageros. Será que o ser humano "verdadeiro" é mto mais rústico e impulsivo do que humanitário???

Abraços o/